Gusttavo Lima é condenado a pagar R$ 50 mil de indenização por citar número de arquiteta em música

Juíza entende que cantor não teve cautela ao citar número na música, ‘Bloqueado’, mas decisão cabe recurso

Gusttavo Lima é condenado a pagar R$ 50 mil de indenização por citar número de arquiteta em música
(Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor Gusttavo Lima está em uma excelente fase, mas as polêmicas vem tirando o seu sono. De acordo com as informações do portal R7, o Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o cantor a pagar uma indenização de R$ 50 mil a uma arquiteta da cidade. As informações do colunista Rogério Gentile, dão conta de que a juíza Tamara Hochgreb Matos condenou o artista por ter citado o número de telefone da arquiteta na música, ‘Bloqueado’.

A dona da linha telefônica alega que os fãs de Gusttavo Lima estão a atormentando com mensagens. Por isso, a arquiteta pedia uma compensação de R$ 105 mil. A juíza decidiu a favor da arquiteta, pois entendeu que o artista não teve cautela ao citar o número na música.

“Não teve a mínima cautela ao mencionar no refrão de sua música um número de telefone existente, de titularidade de pessoa desconhecida.”

O número citado não será retirado, pois a música já foi disponibilizada para milhões de fãs nas plataformas digitais. A defesa de Gusttavo Lima, em nome do advogado Cláudio Bessas, vai recorrer da decisão no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Cachês de prefeitura

O cantor Gusttavo Lima também está envolvido na polêmica dos cachês de prefeituras. Alguns shows do cantor estão sendo investigados por terem sido realizados em pequenas cidades, só que com altos cachês.

Um dos shows que chamaram a atenção do Ministério Público (MP) é o de Magé, Rio de Janeiro. Isso porque, a prefeitura pagou com dinheiro público o cachê de R$ 1 milhão. No entanto, é investigado de onde saiu a verba para custeio do evento.

Gusttavo Lima também fez um show em São Luiz, Roraima, cidade com apenas 8 mil habitantes, mas que pagou um cachê de R$ 800 mil. Gusttavo Lima ainda iria receber R$ 1,2 milhão para fazer um show em Conceição de Mato Dentro, Minas Gerais, só que o prefeito cancelou o evento na cidade de 17 mil habitantes.

A polêmica dos altos cachês em shows de prefeitura começou depois do cantor Zé Neto, dupla de Cristiano, criticar a cantora Anitta. Em show na cidade de Sorriso, MT, Zé Neto criticou a tatuagem íntima da cantora, mas sem citar o nome dela. O cantor também criticou a Lei Rouanet, pois disse que não precisa dela para sobreviver.

“Sorriso, Mato Grosso, um dos estados que sustentou o Brasil durante a pandemia. Nós somos artistas que não dependemos de Lei Rouanet, nosso cachê quem paga é o povo. A gente não precisa fazer tatuagem no ‘toba’ pra mostrar se a gente tá bem ou não, a gente vem simplesmente aqui e canta.”

  • Gusttavo Lima é condenado a pagar R$ 50 mil de indenização por citar número de arquiteta em música
  • Gusttavo Lima é condenado a pagar R$ 50 mil de indenização por citar número de arquiteta em música
  • Gusttavo Lima é condenado a pagar R$ 50 mil de indenização por citar número de arquiteta em música

F5 Notícias

As últimas notícias de todas as celebridades na ponta do seus dedos, para você ler, curtir, compartilhar e amar. Dicas para você ficar sempre por dentro.