Marina Ruy Barbosa é criticada por não ter ajudado derrubar Bolsonaro nas eleições de 2018

Amigo da atriz diz que ela não usou da sua influência para evitar o desastre atual no Brasil

Marina Ruy Barbosa (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Marina Ruy Barbosa resolveu entrar no cenário político de vez, mas na época da eleição a global procurava manter distância do assunto e justamente isso foi levantado pelo fotógrafo André Nicolau, que é muito conhecido pelas famosas, entre elas, Débora Nascimento. Em comentário feito num post do blogueiro Hugo Gloss no Twitter, André Nicolau criticou a atriz Marina Ruy Barbosa por não ter usado da sua grande visibilidade para evitar que o então candidato Jair Bolsonaro chegasse a presidência do Brasil através das eleições de 2018.

“Não concordou, mas usou zero a visibilidade e alcance pra ajudar essa barbárie a não se concretizar”

No post, o blogueiro Hugo Gloss relembra uma matéria da Veja em que a atriz Marina Ruy Barbosa deixa claro que não concordou com a decisão do pai, Paulo Barbosa, de apoio ao então candidato Jair Bolsonaro.

Marina Ruy Barbosa fala sobre arrependimento do pai

Recentemente, o empresário Paulo Barbosa pegou os seguidores de surpresa ao declarar em uma rede social que não apoia mais o presidente Jair Bolsonaro. Até então, Ruy Barbosa estava calada sobre o cenário político, mas depois do desabafo do pai, ela resolveu dar a sua opinião a cerca da decisão do empresário.

Em entrevista para o jornal Extra, Marina Ruy Barbosa diz que não entende o porquê das pessoas visarem o pai já que ele não é uma pessoa pública. A atriz também afirma que se posicionou contrária ao então candidato Bolsonaro, mas sempre respeitou o direito de voto do pai, Paulo Barbosa.

Ainda para o jornal, Marina Ruy Barbosa afirmou que o pai acordou para a realidade da atual política no qual ela nunca compactuou.

“Meu pai não é uma figura pública. E me estranha esse interesse por ele. Eu sou a pessoa pública. Eu não votei no candidato do meu pai, não concordei com a escolha dele, não concordo nem compactuo em nada com a atual política. Mas o voto é um direito garantido e ele votou em quem quis. O cenário lá atrás já não era promissor, mas, esperançosa, como brasileira que não gostaria de ver seu país em mau estado, tentei acreditar (percebo que fui ingênua) em uma mínima possibilidade de as coisas não irem para esse caminho lamentável que foram. Mas tudo o que pensávamos só se confirmou. Só aprende quem erra. E meu pai está revendo as posições dele. E eu acho bom, porque mostra que, como eleitor, ele está atento. E mais do que isso, que está disposto a evoluir e mudar de pensamento.”

(Foto: Reprodução)
Conheça o autor do artigo:
: As últimas notícias de todas as celebridades na ponta do seus dedos, para você ler, curtir, compartilhar e amar. Dicas para você ficar sempre por dentro.
veja todos os artigos
artigos relacionados Leia também:
especial
Os melhores cartões de 2024 Conteúdo desenvolvido por especialistas em crédito